ABOCA Cultural é uma das realizadoras do festival O Mundo Inteiro é Um Palco – Ano V

Revista Deguste
Peça EuFêmea será exibida no dia 30 de novembro

Peça (Eu)Fêmea será exibida no dia 30 de novembro

ABOCA Cultural é uma das realizadoras da quinta edição do festival “O Mundo Inteiro é Um Palco”. Por isso, nos dias 23, 25, 26 e 30 de setembro, cinco espetáculos de quatro grupos culturais da cidade utilizarão o palco da casa 16 da Frei Miguelinho. A intenção é mostrar que Natal também tem artistas de peso na área da dança e das artes cênicas. À exceção das obras do CIDA, as atividades fazem parte da mostra universitária do festival.

Os ingressos antecipados podem ser adquiridos no Barracão Clowns das 16h às 20h, e serão vendidos na própria ABOCA Cultural no dia de cada apresentação.

A seguir confira as peças que estarão em cartaz no nosso espaço:

Gosto de Flor – Arkhétypos Grupo de Teatro (RN)

Quatro homens falando de amor, quatro corpos que dançam suas memórias, suas dores, seus desejos e suas emoções. Entre eles uma flor, que é sentida, cheirada, saboreada, compartilhada e dilacerada num jogo de sedução e desejo… Bocas, corpos e saudades que deixam no ar um gosto de flor.

Classificação: 14 anos.

Data: 23 de setembro (Sábado).

Hora: 19 horas.

Ingressos: R$30,00, R$15,00 (meia), R$10,00 (estudantes de teatro e moradores de Ribeira e Rocas mediante comprovação).

Duração do espetáculo: 40 minutos.

Cartas Para A Alemanha – Elze Maria Barroso (RN)

Ao relembrar passagens do término de um relacionamento amoroso, a atriz/performer convida os espectadores a ouvirem seus espaços íntimos e explorar os limites entre o real e o ficcional.

Classificação: 11 anos.

Dia: 25 de setembro (Domingo).

Horário: 19h.

Ingressos: R$30,00, R$15,00 (meia), R$10,00 (estudantes de teatro e moradores de Ribeira e Rocas mediante comprovação).

Duração do espetáculo: 90 minutos.

Basta Ter a Coragem – Gaya Dança Contemporânea (RN)

O amor e suas várias formas é a base de construção desse espetáculo que nasce dos anseios e das vivências dos intérpretes/bailarinos com o seu ato individual de amar.

Classificação: 14 anos.

Dia: 26 de setembro (Terça-feira).

Horário: 19h.

Ingressos: R$30,00, R$15,00 (meia), R$10,00 (estudantes de teatro e moradores de Ribeira e Rocas mediante comprovação).

Duração do espetáculo: 60 minutos.

(Eu)Fêmea – Rozeane Oliveira – CIDA: Coletivo Independente Dependente de Artistas (RN)

O SER MULHER em constante mutação que sublinha ora a precariedade e o nomadismo da consciência e da existência ora as aleluias e as agonias desse ser. Carrega para si o empoderamento e firmeza do seu (Eu) que impulsiona a Fêmea no íntimo do olhar.

Dia: 30 de setembro (Sábado)

Horário: 19h.

Classificação: 16 anos.

Ingressos: R$30,00, R$15,00 (meia), R$10,00 (estudantes de teatro e moradores de Ribeira e Rocas mediante comprovação).

Duração do espetáculo: 30 minutos.

Maré – CIDA: Coletivo Independente Dependente de Artistas (RN)

Transpor as nuances do amor para a cena é o início de tudo. MARÉ surge como uma alusão à forma que encaramos e estereotipamos o híbrido deste modo de se relacionar. Uma metáfora sobre a modificação, sobre os diversos níveis, sobre as intensidades e profundidades deste sentimento tão complexo.

Dia: 30 de setembro (Sábado)

Horário: 19h.

Classificação: 16 anos.

Ingressos: R$30,00, R$15,00 (meia), R$10,00 (estudantes de teatro e moradores de Ribeira e Rocas mediante comprovação).

Duração do espetáculo: 30 minutos.

Obs.: (Eu)Fêmea e Maré serão apresentados em sequência, mediante o mesmo ingresso.

A quinta edição do “O Mundo Inteiro é Um Palco”, que acontece entre os dias 22 a 30 de setembro, surgiu graças ao esforço e à colaboração conjunta entre os Clowns de Shakespeare, artistas independentes e coletivos parceiros, como Sociedade T, Bobox Produções e ABOCA Cultural, e ABRACE (Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-graduação em Artes Cênicas). O evento  possui patrocínio do Banco do Nordeste, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura e Governo Federal. Além das apresentações, acontecerá a IX Reunião Científica.

Dentre os artistas convidados, para celebrar a união dos países latino-americanos está o Malayerba, coletivo equatoriano que é referência em teatro.

A vinda do Malayerba moveu os realizadores a tomarem rumos curatoriais ao encontro da América Latina e seus processos de reconhecimento e pertencimento. Afinal, somos tão diferentes e tão parecidos, conforme falamos bastante na edição América Latina do Movimento n’ABOCA.

Ao longo de nove dias serão 15 apresentações de 13 grupos, oriundos, além do Equador, dos estados de Paraíba, Pernambuco, Ceará, Minas Gerais, São Paulo, e é claro, Rio Grande do Norte. A programação desta edição conta ainda com dois cortejos de bois, duas estreias, uma Mostra Universitária, cinco bate-papos mediados pelos fundadores do portal Farofa Crítica, duas oficinas e três palestras.

ABOCA CULTURAL

Surgiu em março de 2014 a partir do encontro de três grupos da cidade, a Bololô Cia Cênica, o Coletivo Artístico Atores à Deriva e o Carmin Grupo de Teatro. A afinidade de trabalho e a busca por um espaço de compartilhamento de processos e ações formativas foram o estímulo necessário para a concretização desse projeto. Naturalmente ABOCA foi ganhando uma dimensão bem maior, passando a se configurar como um espaço cultural pautado nos eixos de formação, apreciação, residência, ocupação e celebração. Atualmente ocupam como residentes oficiais a Bololô Cia. Cênica e a Sociedade T.

Desde a sua abertura, ABOCA vem sendo palco de eventos sazonais, como a circulação de espetáculos de grupos das diversas regiões do Brasil a atividades mais efetivos como o Circuito Cultural Ribeira, Virada Cultural e Movimento n’ABOCA. Nos seus três anos de existência, mais de oito espetáculos foram montados, seis projetos de intercâmbio realizados, palestras, encontros para discutir políticas públicas de cultura, cerca de vinte e cinco ações formativas em teatro, dança e performance, lançamento de CDs, livros e publicações culturais e atividades compartilhadas com outros artistas parceiros que tiveram por um momento um espaço garantido para seus ensaios e pesquisas artísticas.

SERVIÇO:

O Mundo Inteiro é Um Palco no ABOCA Cultural

Data: 23 a 30 de setembro

Onde: ABOCA Cultural (Rua Frei Miguelinho, 16, Ribeira)

Ingressos: Neste link (https://goo.gl/AxKWdK) ou no próprio espaço no dia de cada apresentação teatral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *