Influência da gestão pública na economia potiguar será tema do Motores do Desenvolvimento

Compartilhe Viagens

O Sistema Fecomércio RN promove nesta segunda-feira (18) mais uma edição do projeto Motores do Desenvolvimento. Em pauta, uma discussão que atinge a sociedade e a classe produtora potiguar: A participação do Estado na economia: como o equilíbrio fiscal público influencia o mercado. O seminário acontece a partir das 8h no Holiday Inn Natal Hotel.

Para debater o tema junto com o presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, estarão no Motores três especialistas no assunto que vão destacar a importância da máquina pública na economia do Rio Grande do Norte, são eles: Raul Velloso, Cláudio Porto e Eduardo Giannetti da Fonseca.

Fúlvio assume como vereador quarta-feira, em Natal

Revista Deguste
Fúlvio é o primeiro suplente do Solidariedade em Natal.

Fúlvio é o primeiro suplente do Solidariedade em Natal.

Na próxima quarta-feira(6), às 13h, o  vereador Fúlvio Saulo Mafaldo ( SD) toma posse na Câmara Municipal de Natal, assumindo temporariamente a vaga do vereador Klaus Araújo.  Fúlvio é o primeiro suplente do partido Solidariedade que atualmente tem três representantes na casa.

Movimento Cristianismo Relevante promove evento sobre engajamento cívico

Compartilhe Viagens
Caio Cunha vem de São Paulo dar palestra em Natal

Caio Cunha vem de São Paulo dar palestra em Natal

O Movimento Cristianismo Relevante realiza no dia 01 de setembro evento sobre A Importância do Engajamento Cívico Pautado em Valores. O objetivo é despertar participação cidadã relevante, seja na esfera pública ou privada. O evento também terá palestra especial com Caio Cunha, Graduado em Gestão em Redes de Computadores e pós-graduando em Gestão Pública, Líder do Movimento Seja!, idealizou“300” e foi o vereador mais votado de 2016 em Mogi das Cruzes/SP.                        

O Encontro será realizado na praça de alimentação do Shopping Duna Barcane, na Av Roberto Freire, 4702 – Ponta Negra, Natal. O número de vagas é limitado.

Interessados: https://www.jotform.com/jaccruco/mcr

Jornalista Diógenes Dantas fará palestra de abertura na Escola de Jovens Líderes

Revista Deguste

DH7cpRuXcAAEOmW

O jornalista Diógenes Dantas, fundador da TV Assembleia do Rio Grande do Norte, do Jornal 96 e do site Nominuto.com, será o palestrante de abertura no segundo módulo da Escola de Jovens Líderes, programada para às 9h deste sábado, 2 de setembro, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do RN, em Natal.
Um dos mais experientes jornalistas da área política do Estado, tendo atuado como editor do Diário de Natal e da Tribuna do Norte, Diógenes Dantas vai dar a sua visão sobre o que a sociedade espera dos líderes políticos do futuro.
A Escola de Jovens Líderes reúne políticos com e sem mandatos de cerca de 50 cidades do Rio Grande do Norte.
O objetivo da Escola de Jovens Líderes é formar novos políticos capazes de disputar eleições com um modelo diferente de campanha, sem grandes recursos financeiros e mais harmonizada com o interesse contemporâneo da opinião pública.

Secretário de desenvolvimento econômico de Caicó também será palestrante na Escola de Jovens Líderes

Compartilhe Viagens
Diego é secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Caicó

Diego é secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Caicó

Especialista em Marketing político no Rio Grande do Norte, o secretário de desenvolvimento econômico de Caicó, Diego Vale, será um dos palestrantes do segundo módulo da Escola de Jovens Líderes.

Pré-candidata a deputada pelo Solidariedade defende maior participação das mulheres na política

Revista Deguste
Priscila Müller é pré-candidata a deputada estadual pelo Solidariedade

Priscila Müller é pré-candidata a deputada estadual pelo Solidariedade

A empresária Priscila Müller, pré-candidata do partido Solidariedade a deputada estadual, participou do lançamento do novo jornal Correio Potiguar, na região do Potengi, e defendeu maior participação das mulheres na política e o combate da sistematização dos valores sociais que ainda limitam a presença feminina nos setores chaves da política potiguar.

Priscila utilizou a disposição da mesa da própria cerimônia que participava para fazer o link com o seu discurso. Havia apenas quatro mulheres entre muitos homens entre os convidados e autoridades destacadas na ocasião.

“Temos uma bancada federal majoritariamente masculina e um plenário na Assembleia Legislativa repleto de homens e com ínfima representação feminina. Cabe a nós, mulheres, construir os fundamentos da paridade política e impor nossas pautas de interesses sociais”, defende Priscila.

Psicóloga Lídia Guedes será uma das palestrantes da Escola dos Jovens Líderes

Compartilhe Viagens

WhatsApp Image 2017-08-25 at 12.37.33

A Psicóloga Lídia Guedes, da cidade de Encanto, será uma das palestrantes do segundo módulo da Escola de Jovens Líderes, que vai reunir dezenas de aspirantes a políticos em Natal, no próximo dia 2 de setembro, no Plenarinho da Assembleia Legislativa.

Presidente e fundadora do Partido Solidariedade no município de Encanto, ex-candidata a vice-prefeita nas eleições passadas, com apenas 22 anos Lídia vem construindo uma agenda fora dos grupos tradicionais que, há décadas, dão o passo da política tradicional praticada na região Oeste.

 

 

Imortal da Academia de Letras proferiu aula inaugural da Escola de Jovens Líderes RN

Revista Deguste
Vicente Serejo contou aos participantes a origem dos grupos políticos que comandam a máquina pública atual no RN

Vicente Serejo contou aos participantes sobre a origem dos grupos políticos que comandam a máquina pública atual no RN

O jornalista, cronista, professor da UFRN e membro da Academia Norte-Rio-Grandense de Letras, Vicente Serejo, foi o palestrante da aula inaugural da Escola de Jovens Líderes do RN, realizada no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, sábado, 29 de julho, em Natal.

A Escola de Jovens Líderes é uma instituição criada pelo partido Solidariedade do Rio Grande do Norte, com apoio da Fundação Primeiro de Maio, para formar futuros políticos capazes de participar de eleições gastando pouco dinheiro e apresentando projetos modernos, livres dos métodos antigos baseados na troca de votos por benefícios.

“Além de todos os atributos intelectuais, o professor Vicente Serejo foi escolhido para a aula inaugural pelo fato de ser proprietário de uma narrativa saborosa da história política do RN, com uma riqueza de detalhes que impressiona e prende a atenção dos ouvintes. Um grande nome para um grande projeto. A Escola quer formar os futuros líderes e não há como desenhar o caminho para onde vamos sem saber como funcionava a política de onde viemos”, explica o deputado Kelps Lima, idealizador do projeto Jovens Líderes.

Aula inaugural da Escola de Jovens Líderes será neste sábado, 29 de julho

Compartilhe Viagens

IMG_3616

Jovens políticos, com e sem mandatos, de quase 50 cidades diferentes, estarão em Natal neste sábado, 29 de julho, para o primeiro evento da Escola de Jovens Líderes, a ser realizado pelo Partido Solidariedade do Rio Grande do Norte e pela Fundação Primeiro de Maio.
O evento começa às 9h e continua até o final da tarde, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, na Cidade Alta.
Os palestrantes serão o professor e imortal da academia de letras do Rio Grande do Norte, Vicente Serejo, o publicitário Pedro Ratts, o vereador de Fortaleza,Célio Studart, o doutor em gestão pública, Thiago Dias, o jornalista e assessor de imprensa do Solidariedade RN, Washington Rodrigues, e o fundador do Solidariedade no Rio Grande do Norte, deputado Kelps Lima.
O foco da Escola de Jovens Líderes é preparar políticos para disputar as eleições de governador e senador a partir de 2030. O método é a construção de projetos eleitorais de baixo custo, harmonizados com a melhoria da máquina pública, sem os vícios da política antiga.
A ideia é que todos os alunos selecionados para a escola de jovens líderes construam carreiras políticas sustentáveis e não apenas participações eleitorais eventuais. Alguns já vão disputar eleições de deputado no próximo ano e quase todos serão candidatos a vereador em 2020.

Temer publica artigo no Estado de São Paulo.

Revista Deguste

MICHEL TEMER

Trabalhamos com afinco hoje para que o amanhã seja de prosperidade e riqueza

O trabalhador brasileiro entrou finalmente no século 21, nesta semana, com a aprovação da modernização da legislação trabalhista. Essa é uma grande conquista para empregadores e trabalhadores. É uma vitória para a geração de empregos com registro em carteira e para a construção de um País mais competitivo no cenário internacional.

Tive a coragem de propor uma reforma ambiciosa, cujos efeitos benéficos serão visíveis muito em breve. Ao contrário da pregação irresponsável feita pelos que exercitam o mais puro revanchismo político, o sentido dessas mudanças é um só: mais direitos para muitos mais trabalhadores e mais empregos para muitos mais brasileiros. A realidade provará a racionalidade e a eficácia de tudo o que fizemos.

Empenhei-me, ao assumir a Presidência, para aprovar novo conjunto de leis. Sem a renovação de normas antigas, em vigor há mais de 70 anos, os trabalhadores continuariam a se deparar com um mercado fechado e anacrônico, com poucas opções de criação de novas carreiras ou consolidação profissional. Ou seja, permaneceriam imobilizados pelas amarras do atraso.

Hoje, milhões que trabalham de forma precária superam em muito os que têm um emprego formal. Além dos subempregados, há uma multidão que sofre com o desemprego, a pior consequência da profunda recessão instalada em 2015. Com a modernização, o tempo em que os trabalhadores eram empurrados para os “bicos” e o improdutivo litígio entre patrões e empregados imperava começará a ser deixado para trás. Este é um momento de renovada esperança para os brasileiros.

O governo não conquistou isso sozinho. O que foi aprovado é fruto de grande consenso. Em 2016 o Ministério do Trabalho patrocinou várias rodadas de debates com centenas de trabalhadores e empresários. Encaminhadas ao Congresso Nacional, essas propostas foram novamente estudadas, ampliadas e aperfeiçoadas.

A nova legislação se ajusta à contemporaneidade e prepara o nosso mercado de trabalho para as exigências do futuro. Questões simples, antes controversas, passam enfim a ter solução legal. A partir de agora, o garçom que trabalha nos fins de semana terá direitos assegurados em lei; igualmente o jovem que usa seu computador para trabalhar em casa. A mãe (ou o pai) que não abre mão de acompanhar a educação dos filhos poderá exercer suas funções por meio período.

E todas essas formas de contratação – o trabalho à distância, o de jornada parcial, jornada estendida e intermitente – se concretizam mediante carteira assinada, com a garantia de direitos trabalhistas. Reafirmo: tudo o que está assegurado na Constituição (FGTS, 13.º salário, férias, etc.) continua do mesmo jeito. São mais os direitos, não menos.

Setores produtivos já estimam que, com os novos ares, surgirão mais e mais empregos, sobretudo para os jovens. A nova lei ainda traz um grande avanço, negligenciado pelos que me antecederam: a empresa que pagar salários diferentes para homens e mulheres que exerçam a mesma função será punida. A modernização trabalhista também confere força de lei ao livre acordo coletivo entre trabalhadores e empresários, previsto na Constituição e já reconhecido pelo STF, mas sempre sob a possibilidade de questionamento nos tribunais. Agora teremos segurança jurídica.

Assim, sindicatos patronais e de empregados farão suas negociações sobre questões pontuais de maneira soberana e civilizada, como já ocorre em boa parte dos países. E, por fim, com mais diálogo haverá muito menos ações na Justiça – que continua, é claro, aberta a todos. Mas certamente perderemos o desonroso título de campeões mundiais de ações trabalhistas.

O esforço para modernizar as leis do trabalho se integra num conjunto de medidas governamentais para a retomada do crescimento da economia. As reformas estruturantes continuarão. Já estamos vivenciando essa retomada, até com deflação em junho – hoje a inflação é de 3,5%, ante mais de 10% há um ano, quando assumimos. Graças a essa trajetória, o Conselho Monetário Nacional pôde baixar as projeções inflacionárias para os próximos dois anos, um feito inédito em 14 anos.

Com a inflação controlada, verifica-se queda consistente na taxa de juros, que se reflete na recuperação da indústria e do comércio. O agronegócio segue quebrando todos os recordes. O mercado de trabalho já dá também sinais claros de recuperação, com números positivos de vagas em 2017.

A economia não para de produzir resultados expressivos, com viés de alta. No início de julho o IBGE divulgou que a produção industrial avançou 0,8% em maio ante abril e cresceu 4% em relação a maio de 2016. O investimento em bens de capital, que indica a retomada do consumo, cresceu 3,5% no ano. Não há dúvida, portanto, de que saímos da recessão.

Também tivemos de janeiro a junho superávit de R$ 36,2 bilhões na balança comercial, o maior em 29 anos. O interessante é que os analistas econômicos começaram a destacar consistentes resultados positivos em maio – justamente o mês em que só se falava da crise política. Isso mostra que a equipe de governo não parou de efetivar as políticas públicas e não se desviou de seus objetivos. A Presidência nunca perdeu o rumo. Sempre me mantive firme nesse caminho.

Melhorar a vida dos brasileiros é a minha obsessão e, por isso, aprovamos recentemente a regularização fundiária, urbana e rural, e a permissão para o comércio dar descontos a quem paga à vista. Pensamos, acima de tudo, num futuro com empregos para todos os brasileiros e com grandes oportunidades para nossos filhos e netos. Trabalhamos com afinco hoje para que o amanhã seja de prosperidade e riqueza. Com muito esforço, contra todos os obstáculos e sem populismos, o meu governo recuperou o Brasil e já propicia o crescimento. Confio que, ao final de 2018, deixarei um legado ainda melhor para todos brasileiros.

Artigo publicado no dia 13 de julho de 2017, pelo jornal O Estado de São Paulo.