CNJ vai investigar Osvaldo Cruz e Rafael Godeiro por mais 140 dias

No julgamento do Processo Administrativo Disciplinar (PAD nº 0002719-62.2012.2.00.0000) contra os desembargadores Osvaldo Cruz e Rafael Godeiro, acusados por Carla Ubarana de fazerem parte do esquema de desvio de dinheiro no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, o Conselho Nacional de Justiça decidiu investigar mais o caso por pelo menos 140 dias.
Durante a sessão, realizaa no dia 29 passado, o Conselheiro Relator, Jorge Hélio, sugeriu a pena de aposentadoria compulsória aos desembargadores, punição máxima possível na esfera administrativa. Entretanto, o CNJ, por maioria, acompanhando a divergência aberta pelo Conselheiro Silvio Rocha, decidiu por aprofundar as investigações.

O CNJ quer ainda que a Corregedoria Nacional de Justiça analise a possibilidade de abertura de sindicância para verificar se os supostos desvios praticados nas gestões dos Desembargadores Osvaldo Cruz e Rafael Godeiro tiveram alguma repercussão na administração da Desembargadora Judith Nunes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *