Cozinheira do sequestro de Popó Porcino é presa no Ceará

Revista Deguste
Antônia Berenice Damasceno Lima cozinhava para Popó no cativeiro

Antônia Berenice Damasceno Lima cozinhava para Popó no cativeiro

Com informações da Polícia Civil do Rio Grande do Norte:

Mais uma integrante da quadrilha que sequestrou o jovem Porcino Segundo se encontra presa.  Antônia Berenice Damasceno Lima, de 36 anos, foi capturada no dia 19 de outubro na cidade de Novo Oriente, interior do Ceará. A acusada foi entregue na tarde de quinta-feira (01) à Divisão Especializada de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), de Natal, para prestar depoimento.

Berenice alega ter sido obrigada a participar do sequestro por um dos integrantes da quadrilha conhecido como “Cabeça”. Ela afirma que foi chamada para cozinhar na casa que serviu como cativeiro para a quadrilha e aceitou a proposta sem saber do que se tratava, porém se nega a revelar quem fez a oferta.

Sobre o fato de ter permanecido foragida após a Polícia Civil invadir o cativeiro Berenice disse que se não tivessem a capturado ela ia se entregar. “Não me entreguei antes por medo”, afirmou.

Antônia Berenice Damasceno Lima tem uma passagem pela polícia na sua cidade natal, Independência/CE, por facilitação de prostituição de menor.

 Sequestro

 Porcino Segundo, o Popó, foi sequestrado no dia 16 de junho deste ano durante uma vaquejada, na cidade de Ceará-Mirim. Após 37 dias de sequestro, a equipe da Deicor estourou o cativeiro localizado na Praia de Pitangui. A vítima foi libertada ilesa e quatro acusados foram detidos, enquanto outro acusado morreu em confronto com a polícia.

Desde a invasão do cativeiro, além de Berenice, outros dois acusados de participação na quadrilha já foram  presos: Luís Eduardo Lima Magalhães Filho, capturado num condomínio de luxo em Natal, e  Orlandina Torres Carneiro, presa na cidade de Fortaleza/CE, quando participava de um velório.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *