Micarla, a TV Ponta Negra e a eleição de 2014

Revista Deguste

Uma curiosidade minha é saber como alguns políticos vão tratar a prefeita Micarla de Souza em 2014.

Sim…porque muitos deles vão precisar da força da mídia em época de eleição.

Nós, do povo, podemos xingar, reclamar, denunciar, fazer chacota, desabafar nossa insatisfação com tantas notícias ruins que a Prefeitura emanou nos últimos quatro anos. E não foram poucas.

Mas, os políticos, que precisam do voto e do acesso a quem vota, não.

Em 2014, a lembrança do desastre da administração de Micarla ainda estará bem viva na cabeça de muita gente.

Mas Micarla e sua família continuarão tendo o controle da TV Ponta Negra, um trampolim importante para candidaturas eleitorais por ser vitrine para a audiência de milhares de eleitores das camadas populares. Gente mais vulnerável à influência dos discursos dos candidatos com identidade popular.

E, embora o desgaste de hoje seja sem precedentes, em dois anos os corações magoados e a opinião pública afrontada já estarão mais calmos. Os dedos em riste menos raivosos.

E o que hoje é fato odiento se tornará lembrança. Lembrança política, que é a mais frágil que pode existir.

A TV Ponta Negra, contudo, continuará forte e com muita audiência. E é provável que continue com os mesmos donos: Micarla e sua família, o que os coloca como atores decisivos para algumas candidaturas a deputado, senador e a governador.

Sozinha, a TV Ponta Negra já fez um Senador da República (Carlos Alberto de Souza – pai de Micarla), um vereador (esqueci o nome dele agora porque faz tempo que ele desapareceu da política), e três políticos da geração mais recente: a própria Micarla (que foi vice-prefeita, deputada estadual e prefeita), um deputado federal (Paulo Wagner) e um deputado estadual (Gilson Moura).

E em 2014 a TV Ponta Negra continuará sendo líder de audiência popular tanto quanto é hoje.

Minha curiosidade é saber quais políticos estarão contra e quais precisarão da ajuda da TV de Micarla e sua família em 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *