A sangria, o mergulho, a Montilla e o peixe

Revista Deguste
Menino comemora o fim da seca pulando na Barragem Pepeta, em Campo Grande

Menino comemora o fim da seca pulando na Barragem Pepeta, em Campo Grande

Ontem fui a Campo Grande, antigo município de Augusto Severo, testemunhar o fim da seca naquele município. Junto com o fotógrafo-blogueiro Canindé Soares, fui recepcionado pelo vereador Nilson Júnior e a esposa dele, delegada de Polícia, Sheila Freitas, que são do município e estão interessados em divulgar as possibilidades econômicas da região.

Na barragem Pepeta, comunidade do Campo de Aviação, e na sangria dos Gabrieis, no Açude do Morcego, capturei algumas imagens com o celular. Por elas você pode imaginar a alegria do sertanejo ao reencontrar a água que há muito estava faltando.

Cada morador, diante da enchente, age de forma bem particular. Alguns, alegres, pulam de ponta cabeça arriscando o pescoço. Outros, mais festivos, chamam os amigos, compram garrafas de Montilla, galinha torrada, farofa e…já viu

Outros, empreendem. Vi vários sertanejos aproveitando para pescar e vender o fruto da pesca para arrecadar em dinheiro

Sangria reuniu a população de Campo Grande na Barragem Pepeta

Sangria reuniu a população de Campo Grande na Barragem Pepeta

Vereador Nilson Júnior, de Campo Grande, admira sangria na barragem dos Gabrieis, no Açude do Morcego

Vereador Nilson Júnior, de Campo Grande, admira sangria na barragem dos Gabrieis, no Açude do Morcego

 

Turma atravessa parede da Barragem da Pepeta para comemorar a enchente na outra margem

Turma atravessa parede da Barragem da Pepeta para comemorar a enchente na outra margem

O fotógrafo Canindé Soares procurando o melhor ângulo para mais uma foto na Barragem da Pepeta

O fotógrafo Canindé Soares procurando o melhor ângulo para mais uma foto na Barragem da Pepeta

Sertanejo que até uma semana atrás sofria com a seca, agora pesca no semi árido potiguar

Sertanejo que até uma semana atrás sofria com a seca, agora pesca no semi árido potiguar

Barragem dos Gabrieis no Açude do Morcego: onde havia desespero, hoje há água corrente e pesca

Barragem dos Gabrieis no Açude do Morcego: onde havia desespero, hoje há água corrente e pesca

 

Polícia Civil mata suspeitos em açude de Caraúbas

Compartilhe Viagens

(Com informações da Polícia Civil do Rio Grande do Norte)

Cassio Murilo Fernandes

Cassio Murilo Fernandes

Na manhã de hoje policiais da Divisão de Combate ao Crime Organizado em uma ação conjunta com policiais civis das cidades de Patu, Caraúbas, Umarizal  e Janduís  , localizaram  dois integrantes  de uma quadrilha de assaltantes que há muito agia na região Oeste, praticando roubos a casas, comércios, lotéricas e carros, além de estarem envolvidos com homicídios.

Cássio Murilo Fernandes e Antônio Wagner dos Santos estavam escondidos na Zona Rural da Cidade de Caraúbas, próximos a um açude, de um sítio na região.

Ao perceber a aproximação dos policiais, os suspeitos abriram fogo, recebendo imediata reação. Na troca de tiros, os assaltantes foram atingidos, sendo socorridos ao Hospital local, mas não resistiram.

Em poder dos mesmos foram apreendidas uma pistola .380, um rifle calibre .44, um capuz artesanal, uma motocicleta roubada, juntamente com seu documento, chaves de veículos, um canivete, a quantia de R$ 600,00, além de vários celulares e chips.

Cássio Murilo é acusado pela polícia local de envolvimento delitos na região, acusado de homicídios, sequestros e roubos. Ele foi preso pela PM após o sequestro do ex-prefeito de Antônio Martins. Entretanto, no último Dia dos Pais recebeu autorização para saída, e não mais compareceu a Justiça, passando à condição de foragido e, desde então, vinha aterrorizando as pessoas da região, principalmente nas cidades de Umarizal, Janduís e Caraúbas, atuando também nas cidades paraibanas de Catolé do Rocha e Belém do Brejo, juntamente com seus comparsas.

Antônio Wagner dos Santos, o “Nego Wagner”, como diz a Polícia, já havia cumprido 14 anos de prisão por assalto a mão armada, na cidade de Mossoró, tendo fugido da penitenciária Mário Negócio, em 01 de setembro.

Antônio Wagner dos Santos

Antônio Wagner dos Santos

 

Currais Novos e Acari estão com 30% a menos de água

Revista Deguste
Açude Gargalheiras abastece Acari e Currais Novos

Açude Gargalheiras abastece Acari e Currais Novos

 

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) está fazendo obras na Estação de Tratamento de Água (ETA) do Açude Gargalheiras, ação que vai melhorar a qualidade da água distribuída para as cidades de Currais Novos e Acari, na região do Seridó, diz a Companhia.

Segundo o chefe do escritório da Caern em Currais Novos, José Eudes de Medeiros, o serviço deve ser concluído até o dia 15 de setembro, normalizando também a produção de água, que foi reduzida em 30 por cento, para possibilitar a execução do serviço.

Foto: Canindé Soares