Agripino quer comemorar vitória de Antônio Carlos Magalhães

Compartilhe Viagens

O senador José Agripino votará às 10h na  Escola Estadual Sebastião Fernandes, na rua Alberto Maranhão, no Tirol. Depois, deve ir a Salvador, caso o candidato democrata à prefeitura da capital baiana, ACM Neto, ganhe as eleições. “Estamos confiantes na vitória de Neto em Salvador. Se os últimos números do IBOPE se confirmarem, iremos a Salvador comemorar está grande conquista”.

Justiça manda botar fogo nos remédios que as gestões de Carlos Eduardo e Micarla deixaram estragar

Revista Deguste

O Juiz de Direito da 9ª Vara Criminal da Comarca de Natal, Kennedi de Oliveira Braga, deferiu pedido do Ministério Público Estadual, através da 41ª Promotoria de Justiça,  e determinou a incineração dos remédios vencidos apreendidos que estão armazenados no galpão anexo ao Departamento de Logística e Suporte (DLS), da Secretaria Municipal de Saúde, na avenida Antônio Basílio, 694, Dix-Sept Rosado, em Natal.

A ação criminal de que trata os remédios diz respeito a denúncia oferecida pelo MP contra os ex-secretários de saúde Maria Aparecida França, Edmilson de Albuquerque Júnior, Ana Tânia Lopes Sampaio e Thiago Barbosa Trindade e outros gestores cujas responsabilidades pelo problema dos medicamentos restaram devidamente caracterizadas.

Além desta ação que tramita na 9ª Vara Criminal de Natal, ajuizada pela Promotoria do Meio Ambiente, o Ministério Público do Rio Grande do Norte também atuou neste caso através da 62ª Promotoria de Justiça da Comarca de Natal, com atribuições na defesa da saúde, devido aos usuários que deixaram de ter acesso aos medicamentos ou insumos da saúde em razão do material perdido que foi possível contabilizar, quase 20 toneladas de medicamentos e insumos, pedindo

Carlos Eduardo usa programa eleitoral para mostrar que sua vitória foi em todas as regiões de Natal

Compartilhe Viagens
Carlos Eduardo no primeiro programa do segundo turno

Carlos Eduardo no primeiro programa do segundo turno

O candidato Carlos Eduardo usou o primeiro programa eleitoral na televisão no segundo turno para reforçar a massiva repercussão popular de sua campanha no primeiro turno, vencendo em todas as regiões da cidade. Os números apresentados são os seguintes:

1ª zona – 45%  Carlos Eduardo x 23,3%  de Hermano Morais

2ª zona – 39 7% Carlos Eduardo x 25,2% Hermano Morais

3ª zona – 31,4% Carlos Eduardo x 25,2% de Hermano Morais

4ª zona – 37% Carlos Eduardo x 23,1% de Hermano Morais

69ª zona – 46,4% Carlos Eduardo x 19,9% de Hermano Morais

No total, a vantagem de Carlos Eduardo no primeiro turno foi de 66 mil votos contra Hermano: Carlos Eduardo 153.464 votos x 87.380 votos de Hermano Morais.

Apoio do PT a Carlos Eduardo é meia-boca

Revista Deguste

A decisão do PT, de tão cheia de ressalvas, mais parece uma simples tomada de posição constrangida do que mesmo um apoio político de verdade ao candidato Carlos Eduardo.

A decisão saiu na quinta-feira à noite, após uma reunião dos líderes do partido, em Natal.

O PT (pelo menos suas duas maiores lideranças: Fernando Mineiro e Fátima Bezerra) vai votar em Carlos Eduardo, mas NÃO QUER participar do governo dele na Prefeitura de Natal e não vai cobrar a mesma posição dos vereadores Fernando Lucena e Hugo Manso, que se elegeram para a próxima legislatura e talvez não sejam simpáticos à vitória de Carlos.

Ou seja, foi um anúncio de apoio meia- boca, daqueles que se toma para não dizerem que se está em cima do muro.

Até porque, o PT ainda sonha em disputar o segundo turno em Natal caso a Justiça decida que a candidatura de Carlos Eduardo é irregular, por causa da desaprovação de suas contas pela Câmara de Vereadores.

É sempre importante lembrar que Carlos corre o risco de não disputar o segundo turno ou, disputando e ganhando, venha a não tomar posse por ter tido as contas de seu último ano de mandato em 2008 rejeitadas pelo legislativo. Assim, o segundo turno seria disputado entre Hermano e Fernando Mineiro.

A decisão do PT é conveniente ao PT, mas poderia ter tido um impacto melhor para a candidatura de Carlos Eduardo caso não viesse com ressalvas. Foi uma adesão sem graça.

O maior eleitor de Natal neste momento é o Dr. Vivaldo Pinheiro

Compartilhe Viagens

O maior eleitor de Natal neste momento é o desembargado Vivaldo Pinheiro, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

Dr. Vivaldo, ex juiz de Nova Cruz, homem sério acima de qualquer suspeita, pode julgar amanhã, quinta-feira, os instrumentos jurídicos que mantém sub júdice a atual candidatura do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves.

A Câmara de Vereadores condenou as contas do último ano do segundo mandato de Carlos Eduardo quando ele foi prefeito de Natal.  Por essa decisão, Carlos não poderia ter disputado a eleição agora em 2012. Por ser considerado ficha suja.

Como recorreu à Justiça, foram-lhe concedidas decisões intermediárias permitindo que ele continuasse candidato – e disputasse o primeiro turno – enquanto a decisão judicial final sobre a reprovação das contas pela Câmara de Vereadores seja proferida. Um julgamento que pode demorar meses.

Se o desembargador Vivaldo Pinheiro votar contra Carlos Eduardo, e os demais desembargadores acompanharem sua decisão, os votos de Carlos no primeiro turno serão anulados e quem vai para o segundo turno é Hermano Morais e Fernando Mineiro.

O segundo turno, neste momento, depende de Dr. Vivaldo Pinheiro. Atualmente, o voto mais valioso nesta eleição.

A Coragem de Carlos Eduardo 2

Revista Deguste

Os opositores de Carlos Eduardo podem dizer tudo dele, menos que não tenha coragem.

No primeiro turno, Carlos desafiou o poder de Garibaldi Filho, o senador de 1 milhão de votos, fazendo com que Gari Gari entrasse na campanha com força total a favor de Hermano.

E força total mesmo!!!

Você talvez tenha recebido telefonemas de Garibaldi onde gravações com a voz do senador pediam votos para Hermano. Eu recebi uma no celular e ouvi chegar outra também no telefone da empresa aqui onde trabalho. Garibaldi se empenhou de verdade na campanha de Hermano no primeiro turno.

Agora no segundo turno, Carlos Eduardo dá declarações dando a entender que rejeita o apoio de Rogério Marinho, dizendo que não precisa do voto dele ou dos seus seguidores.

E disse isso logo após o resultado final, nos minutos seguintes em que Rogério e seus seguidores, após meses de batalha intensa, constataram que tinham sido derrotados nas urnas.

Foi como adjetivar os derrotados como párias eleitorais que, derrotados na eleição, não servem mais nem para apoiadores.

Carlos Eduardo tem coragem. É um candidato fortíssimo. É verdade. Ganhou bem no primeiro turno. Com cerca de 70 mil votos de diferença para o segundo colocado. E pode repetir a dose no segundo. É uma vantagem difícil de ser superada.

Maaaaaaaas, não custa nada ter prudência.

Muitas vezes a força dos contrários, aviltados em sua estima, como foi feito com Rogério e seus seguidores, se torna maior do que a força dos pares. Ainda mais que tem gente do lado da coligação dele, de Carlos, dividindo cargos antecipadamente, e loteando espaços, em discursos de vitória antecipada.

O PDT tem que tomar cuidado neste segundo turno para não transformar a mesma força que teve para ganhar a eleição, em revés que poderá derrotá-lo.

Carlos Eduardo tem coragem. Mas a prudência é que vai decidir a eleição.

 

APERTE O LINK E LEIA O PRIMEIRO ARTIGO DO PRIMEIRO TURNO: A CORAGEM DE CARLOS EDUARDO – http://blogdowashington.com.br/a-coragem-de-carlos-eduardo/

Carlos Eduardo acha que perdeu o primeiro turno por causa do crescimento de Mineiro

Compartilhe Viagens

Dando entrevista ao vivo agora às rádios, o vitorioso neste primeiro turno, Carlos Eduardo Alves, acredita que não ganhou a eleição no primeiro turno por causa do crescimento de Fernando Mineiro, que teve uma arrancada significativa nos últimos dias e quase toma a segunda posição de Hermano.

Carlos Eduardo disse que vai procurar o PT e Fernando Mineiro porque acha que nesta eleição “as coisas estão muito claras: a oposição aqui no RN tem agora a condição de partir unida contra a prefeitura de Natal e contra o Governo do Estado”.

Em quem será que Amanda Gurgel vai votar no segundo turno?

Revista Deguste

Mandei uma pergunta agora pelo twitter para a professora Amanda Gurgel, a mais votada da história de Natal, eleita vereadora com 32 mil votos.

Quero saber em quem ela vai votar no segundo turno das eleições, Carlos Eduardo Alves ou Hermano Morais?

O segundo colocado, Rafael Motta, vai votar em Hermano.

E Amanda. Em quem será que ela vai votar?

Como não tenho o telefone dela, vou aguardar a resposta pelo twitter.

Veja onde seu candidato a prefeito de Natal estará neste sábado à tarde:

Compartilhe Viagens

Carlos Eduardo faz caminhada hoje às 16h em Mãe Luíza

Fernando Mineiro fará carreata na Zona Oeste a partir das 15h, com saída na Ceasa

Rogério Marinho fará caranava em Igapó a partir das 16h

Hermano não divulgou programação da tarde. Tem reunião à noite em Igapó

Rogério, Hermano e Mineiro não querem o segundo turno. Pelo menos é esta a minha impressão

Revista Deguste

Pelo que ouvi agora de manhã cedo nos programas de rádio dos candidatos Fernando Mineiro, Rogério Marinho e Hermano, nenhum deles quer que a eleição de Natal chegue ao segundo turno. Dos três, o único que atacou a liderança incontestável de Carlos Eduardo (50% nas pesquisas) foi Rogério Marinho – mesmo assim de uma forma sutil, logo no início do programa, sugerindo que o natalense não CAIA NA ARMADILHA DO PRIMEIRO TURNO.

Tirando isso, os três programas foram quase iguais: insossos e com aquela mesma ladainha de sempre, ora falando mal da gestão de Micarla (o que é um discurso inócuo, porque Micarla não é candidata a nada mesmo), ora dizendo que vão melhorar a saúde, a educação, a segurança… blá, blá, blá; como se as pessoas fossem votar nessas promessas e planos de governo de melhoria social.

Não vão.

As pessoas, pelo menos o eleitorado contemporâneo (aquele da vida real), vai votar por paixão ou antipatia. Por cargos, amizade, pressão familiar, por serem bacurau, por serem arara. Porque a música do candidato soa melhor. Porque a aparência dele no horário eleitoral  passa mais confiança. Ninguém vai votar porque esse ou aquele candidato está prometendo  “fomentar e incentivar a produção artístico-cultural da área e as ações institucionais que darão suporte ao correto ordenamento da área”, ou outro discurso generalista qualquer.

Tanto Rogério e Hermano, quanto Mineiro, estão investindo prestígio, tempo, sacrifício pessoal (e de suas famílias), e muito dinheiro em suas campanhas. Se a eleição acabar no primeiro turno, de nada adiantou alardear que seu programa tem boa intenção quanto ao futuro de Natal

Então, baybe, se eles querem mesmo que o pleito prossiga, é bom os três postulantes esquecerem essa história de falar ao vento sobre suas propostas de melhoria do bem comum e passar a fazer a política mais pragmática e tentar levar a eleição para o segundo turno. E a única alternativa neste momento é minar a liderança do mais bem avaliado nas pesquisas.

Por enquanto, Carlos Eduardo está vencendo, nas pesquisas e no programa eleitoral  do rádio.