Hermano defende em Carnaúba dos Dantas que PMDB deve ter candidato próprio

Compartilhe Viagens
PMDB de Carnaúba dos Dantas se reuniu no fim de semana

PMDB de Carnaúba dos Dantas se reuniu no fim de semana

PMDB de Canaúba dos Dantas realiza convenção municipal para escolha de novo diretório

(Com informações de Josimário Nunes)

 Aconteceu neste domingo (24) na Câmara Municipal de Vereadores de Carnaúba dos Dantas, a Convenção Municipal do PMDB com o objetivo de escolher a nova Diretória Executiva do município. A Comissão Provisória nomeada em novembro do ano passado tinha até o início de março de 2013 para realizar este congresso.

 Com o tema: PMDB, forte no Brasil, Forte em Carnaúba dos Dantas, o evento foi prestigiado pelo deputado estadual, Hermano Morais (PMDB), Prefeito de Jardim do Seridó, Padre Jocimar Dantas (PMDB), Prefeito de Cruzeta, Nena Dantas (PMDB), ex-prefeito Valdenor Euclides (DEM), vereadores, ceramistas, entre outras lideranças.

 Escolhido pelos convencionais como o novo presidente do PMDB de Carnaúba dos Dantas, Roberto Augusto Dantas destacou que fez parte da fundação do partido naquela cidade. “Ao lado de outros companheiros fundamos o MDB em 1972 e a partir de agora vamos trabalhar na renovação do partido para que em 2016 possamos ter um candidato próprio e ganhamos a eleição”, disse. O vice-presidente é o jovem e vereador, Gilson Augusto Dantas.

 Padre Jocimar falou que o PMDB carnaubense vai ressurgir das cinzas como uma fênix. “Sempre tive muita vontade de vim a Carnaúba dos Dantas, mas nunca me deram espaço. Agora é diferente, estou aqui e vamos trabalhar juntos para eleger de dentro dos quadros do PMDB, o próximo prefeito dessa cidade”. Já o prefeito de Cruzeta, Nena Dantas, filho natural daquela terra, disse que conhece de perto a história do partido. “O PMDB local já teve seus altos e baixos, porém vai voltar a ser forte e ganhar eleições”, enfatizou.

 O deputado estadual, Hermano Morais ressaltou a importância do PMDB ter candidato próprio nas próximas eleições para o Governo do Estado. “Temos ótimos nomes para disputar as eleições estaduais e não tenham dúvidas que se o PMDB voltar a governar o Estado, o próximo prefeito de Carnaúba dos Dantas será do PMDB”, observou.

Vários políticos no Plenário da Câmara

Revista Deguste

Vários políticos potiguares estão em Brasília para assistir à eleição que pode transformar Henrique Alves em um dos homens mais poderosos da República na manhã desta segunda-feira.

Quem apareceu agora no plenário foi o deputado Hermano Morais, que representou o PMDB municipal como candidato a prefeito de Natal nas eleições passadas. Outros deputados estaduais que já estão acompanhando os bastidores da eleição são o presidente da Assembleia, Ricardo Motta, e o deputado Kelps Lima.

 

Henrique sobre Hermano Morais: “ele não é Alves, nem Maia, nem Rosado”

Compartilhe Viagens

O deputado federal Henrique Alves disse agora há pouco em entrevista de rádio que Hermano Morais teve uma expressiva votação em Natal, fez uma boa campanha e é o líder do PMDB na capital.

Para Henrique, Hermano enfrentou forças muito grandes, uma ex-governadora de dois mandatos, que também foi prefeita por 10 anos, mais um ex-prefeito de seis anos, e mesmo assim saiu de 3% para mais de 40% de votos em Natal.

“Ele não é Alves, não é Maia, não é Rosado. Ele é Morais, e construiu sua votação expressiva por competência e forças próprias. Eu e Garibaldi ajudamos. Mas o grande mérito da expressiva votação é dele, de Hermano”, declarou Henrique.

O maior eleitor de Natal neste momento é o Dr. Vivaldo Pinheiro

Revista Deguste

O maior eleitor de Natal neste momento é o desembargado Vivaldo Pinheiro, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

Dr. Vivaldo, ex juiz de Nova Cruz, homem sério acima de qualquer suspeita, pode julgar amanhã, quinta-feira, os instrumentos jurídicos que mantém sub júdice a atual candidatura do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves.

A Câmara de Vereadores condenou as contas do último ano do segundo mandato de Carlos Eduardo quando ele foi prefeito de Natal.  Por essa decisão, Carlos não poderia ter disputado a eleição agora em 2012. Por ser considerado ficha suja.

Como recorreu à Justiça, foram-lhe concedidas decisões intermediárias permitindo que ele continuasse candidato – e disputasse o primeiro turno – enquanto a decisão judicial final sobre a reprovação das contas pela Câmara de Vereadores seja proferida. Um julgamento que pode demorar meses.

Se o desembargador Vivaldo Pinheiro votar contra Carlos Eduardo, e os demais desembargadores acompanharem sua decisão, os votos de Carlos no primeiro turno serão anulados e quem vai para o segundo turno é Hermano Morais e Fernando Mineiro.

O segundo turno, neste momento, depende de Dr. Vivaldo Pinheiro. Atualmente, o voto mais valioso nesta eleição.

Em quem será que Amanda Gurgel vai votar no segundo turno?

Compartilhe Viagens

Mandei uma pergunta agora pelo twitter para a professora Amanda Gurgel, a mais votada da história de Natal, eleita vereadora com 32 mil votos.

Quero saber em quem ela vai votar no segundo turno das eleições, Carlos Eduardo Alves ou Hermano Morais?

O segundo colocado, Rafael Motta, vai votar em Hermano.

E Amanda. Em quem será que ela vai votar?

Como não tenho o telefone dela, vou aguardar a resposta pelo twitter.

Veja onde seu candidato a prefeito de Natal estará neste sábado à tarde:

Revista Deguste

Carlos Eduardo faz caminhada hoje às 16h em Mãe Luíza

Fernando Mineiro fará carreata na Zona Oeste a partir das 15h, com saída na Ceasa

Rogério Marinho fará caranava em Igapó a partir das 16h

Hermano não divulgou programação da tarde. Tem reunião à noite em Igapó

Rogério, Hermano e Mineiro não querem o segundo turno. Pelo menos é esta a minha impressão

Compartilhe Viagens

Pelo que ouvi agora de manhã cedo nos programas de rádio dos candidatos Fernando Mineiro, Rogério Marinho e Hermano, nenhum deles quer que a eleição de Natal chegue ao segundo turno. Dos três, o único que atacou a liderança incontestável de Carlos Eduardo (50% nas pesquisas) foi Rogério Marinho – mesmo assim de uma forma sutil, logo no início do programa, sugerindo que o natalense não CAIA NA ARMADILHA DO PRIMEIRO TURNO.

Tirando isso, os três programas foram quase iguais: insossos e com aquela mesma ladainha de sempre, ora falando mal da gestão de Micarla (o que é um discurso inócuo, porque Micarla não é candidata a nada mesmo), ora dizendo que vão melhorar a saúde, a educação, a segurança… blá, blá, blá; como se as pessoas fossem votar nessas promessas e planos de governo de melhoria social.

Não vão.

As pessoas, pelo menos o eleitorado contemporâneo (aquele da vida real), vai votar por paixão ou antipatia. Por cargos, amizade, pressão familiar, por serem bacurau, por serem arara. Porque a música do candidato soa melhor. Porque a aparência dele no horário eleitoral  passa mais confiança. Ninguém vai votar porque esse ou aquele candidato está prometendo  “fomentar e incentivar a produção artístico-cultural da área e as ações institucionais que darão suporte ao correto ordenamento da área”, ou outro discurso generalista qualquer.

Tanto Rogério e Hermano, quanto Mineiro, estão investindo prestígio, tempo, sacrifício pessoal (e de suas famílias), e muito dinheiro em suas campanhas. Se a eleição acabar no primeiro turno, de nada adiantou alardear que seu programa tem boa intenção quanto ao futuro de Natal

Então, baybe, se eles querem mesmo que o pleito prossiga, é bom os três postulantes esquecerem essa história de falar ao vento sobre suas propostas de melhoria do bem comum e passar a fazer a política mais pragmática e tentar levar a eleição para o segundo turno. E a única alternativa neste momento é minar a liderança do mais bem avaliado nas pesquisas.

Por enquanto, Carlos Eduardo está vencendo, nas pesquisas e no programa eleitoral  do rádio.

 

Garibaldi pede votos para Hermano em Felipe Camarão

Revista Deguste

Adão Eridan, João Maia, Hermano e Garibaldi Filho

O candidato a prefeito Hermano Morais participou de carreata pelos bairros de Felipe Camarão, Cidade da Esperança e Bom Pastor na manhã deste domingo.

A seu lado estavam o deputado federal João Maia e o senador Garibaldi Filho. Quem aproveitou também para fazer campanha no mesmo carro da coligação Natal Merece Respeito foi o vereador Adão Eridan, que está fazendo aniversário hoje e tenta a reeleição.

Foto: Assessoria de Imprensa do deputado federal João Maia

 

 

Henrique comemora pesquisa pelo twitter

Compartilhe Viagens
Henrique Alves acredita em segundo turno

Henrique Alves acredita em segundo turno

O deputado federal Henrique Alves (PMDB) usou seu twitter para comemorar o resultado da pesquisa Certus/Tribuna do Norte apesar dos números ainda apresentarem grande vantagem do seu primo, Carlos Eduardo Alves, em relação aos outros candidatos à prefeitura do Natal: Hermano Morais (que é do PMDB e tem o voto de Henrique), Rogério Marinho, do PSDB, e Fernando Mineiro, do PT.

Na pesquisa, Carlos Eduardo está com 50% de intenções de voto na pergunta estimulada (quando o pesquisador dá os nomes dos candidatos), enquanto seus concorrentes estão muito (muito mesmo) atrás: Hermano Morais: 13,88%; Fernando Mineiro: 6,5%; e Rogério Marinho: 6,25%.

 Apesar da grande vantagem de Carlos, Henrique postou que:

 ‏@HenriqueEAlves –  Dado mais importante histórico pesquisas Certus primeiro colocado CEduardo tinha 59.Caiu p 55.7.Agora cai p 50. Adversários começam a subir

 @HenriqueEAlves – Pesquisa TN/Certus anima PMDB e demais Partidos com certeza do segundo turno. Hermano cresce 100% mas outros crescem tb, somando quase 30%já

 Veja os números completos da pesquisa ESTIMULADA da Tribuna do Norte:

Carlos Eduardo: 50%

Hermano Morais: 13,88%

Fernando Mineiro: 6,5%

Rogério Marinho: 6,25%

Robério Paulino: 1,13%

Roberto José: 0,75%

Nenhum: 7,63%

Não sabe: 13,88%

Desconfiem de Carlos Eduardo, Rogério Marinho, Hermano Morais e Fernando Mineiro

Revista Deguste

Desconfiem de Carlos Eduardo, Rogério Marinho, Hermano Morais e Fernando Mineiro quando dizem, no programa eleitoral, que vão resolver os problemas da educação, da saúde, da segurança e do transporte público.

Eles não vão.

Não vão porque não é possível dar conta de tudo isso em quatro anos de mandato.

Não vão porque as estruturas políticas que os mantém no poder desde sempre (todos eles são detentores de mandatos eletivos há muitos anos) não estão preparadas para realizar essas mudanças. O vínculo que elas possuem com as práticas antigas, baseadas no fisiologismo da troca de favores pelo voto, é muito forte. Elementos basilares de suas agendas políticas. (O PT vai querer dizer que é diferente dos demais, mas os escândalos nacionais e as alianças feitas com as oligarquias aqui no RN mostram que estão todos no mesmo barco).

Não estou, com isso, fazendo juízo de valor do caráter dos candidatos.

Não.

São todos pessoas de bem até que se prove o contrário. Cada um com suas virtudes e defeitos. Do mesmo jeito que eu e você.

O problema é que, na pressão para tentar ganhar votos, no aperreio natural de uma campanha eleitoral, acabam pedindo uma espécie de licença política para mentir.

Rogério, Hermano e Mineiro insistem que vão transformar Natal em uma Genebra. Metrópole Digital. Escola para Todos. São algumas das promessas. Como eles nunca foram prefeitos, não têm telhado de vidro para proteger ou passado de ineficiência para a gente jogar pedras.

Carlos Eduardo, que já foi prefeito por 6 anos, se esforça no programa da rádio e na TV para fazer a gente lembrar que no tempo dele Natal vivia às mil maravilhas. Mas eu não lembro de nada disso. Morei em Natal na Prefeitura dele e tudo era como sempre foi: os mesmos defeitos de hoje. (A diferença é que a gente não caia tanto nos buracos e ao lado dele havia Marilene Dantas e Damião Pita, dois bons gestores, cada um em sua pasta).

Olhe: para ser um excelente prefeito no próximo ano, basta conseguir manter uma regularidade em serviços sem os quais a qualidade de vida cai muito: limpeza urbana; ruas pavimentadas e equilíbrio nas finanças (comprar só o que puder pagar e pagar realmente quando tiver o dinheiro em caixa, sem enganar os fornecedores).  Fazendo isso, TODOS OS DIAS, e não só de vez em quando, já basta para entrar na história como o melhor prefeito dos últimos quatro anos.