Governo veta lei que acabava imposto para policiais comprarem armas

O Governo do Estado vetou a Lei feita em conjunto pelos deputados Nélter Queiroz e Kelps Lima que concedia isenção de ICMS para policiais, bombeiros, guardas municipais e agentes penitenciários do Rio Grande do Norte na aquisição de armas novas.

O veto do governador Robinson Faria foi publicado no Diário Oficial do Estado de quarta-feira, 04 de janeiro de 2017.

Agora, o projeto volta para a Assembleia Legislativa e será novamente apreciado pelo colegiado de deputados, que pode derrubar ou manter o veto do governador.

“O projeto é bom. Beneficia a segurança pública. No aspecto econômico, ele facilita aos policiais o armamento com menos ônus financeiro. Por outro lado, o projeto dá aos PMs, agentes de polícia civil, agentes penitenciários e bombeiros o conforto de saberem que há dispositivo legal que lhes aproxima do seu principal instrumento de trabalho, pois eles são os maiores consumidores de armas legalizadas no Rio Grande do Norte”, explica o deputado Kelps Lima.

Irmão do vereador que quer matar Nélter Queiroz é condenado

Compartilhe Viagens

A Justiça do município de Campo Grande, na região Oeste do Rio Grande do Norte (antiga cidade de Augusto Severo), condenou Aureliano Rodrigues a 18 anos de prisão por duplo homicídio praticado na vizinha cidade de Paraú, também região Oeste Potiguar.

Aureliano é irmão do vereador Odelmo de Moura Rodrigues, que está preso em Açu e é acusado de querer matar o deputado estadual Nélter Queiroz, afastado da Assembléia Legislativa, por causa das ameaças.

Aureliano passou 15 anos foragido do Rio Grande do Norte, sendo capturado recentemente, no Rio de Janeiro, dentro de investigações feitas pelo Ministério Público Potiguar em uma operação chamada de “Mal Assombro”.

A operação “Mal Assombro” é uma série de diligências que o Ministério Público vem realizando para desvendar acusações que apontam o vereador Odelmo (irmão de Aureliano) como contratante de muitos assassinatos no Rio Grande do Norte. Antes de ser preso, Odelmo era presidente da Câmara de Vereadores de Assu.

Gravações em poder da polícia dão conta de que Odelmo teria encomendado a morte de Nélter Queiroz por R$ 50 mil.

Vereador suspeito de querer matar Nélter Queiroz quer sair da prisão, mas STJ não deixa

Revista Deguste

Com informações do Ministério Público do RN

Odelmo de Moura Rodrigues, ex-presidente da Câmara de Vereadores de Assu, continuará preso no Quartel do Comando da PM em Natal por crimes de pistolagem.

A decisão é do Superior Tribunal de Justiça que negou liminarmente o pedido de Habeas Corpus do vereador. A posição do STJ ratifica a existência de sólidas razões fáticas e jurídicas para a prisão decretada a pedido do Ministério Público e da Polícia Civil. No final de setembro deste ano o vereador já havia sofrido uma derrota no Tribunal de Justiça do RN, que negou a unanimidade se pedido de Habeas Corpus.

Odelmo de Moura Rodrigues  foi preso durante a Operação Mal Assombro, promovida pelo Ministério Público Estadual e Polícia Civil no final de mês de maio, acusado de liderar uma quadrilha de pistoleiros no Município de Assu. Entre os alvos da quadrilha estava um deputado estadual do Rio Grande do Norte.

Segundo as investigações, a quadrilha cometia assassinatos por motivos diversos, que vão desde brigas pessoais até possíveis disputas econômicas e políticas. Porém, nos últimos anos, também foram executados pistoleiros que pertenciam ao próprio grupo, com o objetivo de “queima de arquivo”.

 

Jurado de morte, Nélter se afasta da Assembléia

Compartilhe Viagens

Jurado de morte por pistoleiros que puseram sua vida a prêmio por R$ 50 mil, o deputado estadual Nélter Queiroz afastou-se temporariamente do mandato na Assembleia Legislativa para proteger sua vida e de sua família.

Nélter está andando com escolta armada do Bope, o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar.

Com seu afastamento temporário, quem assume o mandato é o advogado e especialista em gestão pública, Kelps Lima, que é suplente por ter obtido 29.956 votos na última eleição para deputado estadual. Destes, 12 mil votos foram em Natal.

kelps lima

kelps lima

Veja quem é Kelps – http://www.kelpslima.com.br/conheca-keps/