Para o bem do Brasil, é melhor que nenhum deles vença. Precisamos de algo novo.

Compartilhe Viagens
Foto da Folha

Foto da Folha

Para o bem do Brasil, é melhor que nem Alckmin nem Lula vençam a eleição.

Cada um deles em seu ambiente representa as práticas antigas da política que levou a gente ao precipício, tanto faz se foi dolo ou culpa. Os grupos que historicamente os seguem estão entrincheirados em rotinas nocivas ao equilíbrio institucional, político e econômico do País.

O PT e o PSDB precisam apresentar gente nova, com pensamento mais moderno.

O que a gente necessita agora é de uma geração mais arejada. Um candidato menos belicoso.

Para o futuro é melhor que Lula e Alckmin se afastem da caneta do poder para que um novo público recomece o Brasil. O afastamento deles do núcleo central do comando seria bom até para a oxigenação dos partidos. PSDB e PT são as agremiações programaticamente mais importantes. (O PMDB tem muitos votos, mas construiu uma imagem de fisiologismo que fica difícil colar alguma bandeira positiva nele.)

Os partidos são importantes. Representam o caminho por onde vão passar as novas lideranças. Não concordo com a extinção do PT nem do PSDB.

Mas a ascensão dos mesmos personagens “reempodera” (se é que isso existe) as práticas que não servem mais.

Lula é especialista em fazer o oposição, canalizou nossos sonhos no passado de que um trabalhador poderia chegar à Presidência. A gente precisa da energia dele na oposição. Na administração da economia não dá mais. Alckmin impregnou-se com um tipo de carimbo que enerva uma turma da esquerda que precisa ser pacificada.

Para o bem do Brasil, é melhor que nenhum deles vença. Precisamos de algo novo.

Com Dilma, PT promove 2º Encontro Nacional de Mulheres Eleitas

Revista Deguste

A Secretaria Nacional de Mulheres do PT promoverá, nos dias 17 e 18 de fevereiro, o 2º Encontro Nacional de Mulheres Eleitas pelo PT. Com presença confirmada da presidenta eleita Dilma Rousseff, o evento reunirá as prefeitas, vice-prefeitas e vereadoras eleitas em 2016 e será uma oportunidade para refletirem e trocarem experiências sobre a necessidade da mulher assumir os espaços de poder.

O encontro será realizado no Hotel San Marco, em Brasília. Para participar, basta se inscrever via formulário online. Vale destacar que o PT garantirá hospedagem e alimentação para as primeiras 300 inscritas, além de passagem área para as primeiras 100. As inscrições estarão abertas até o dia 13 de fevereiro.

Fonte: Site do Partido dos Trabalhadores

O PT de Natal tá caindo em uma armadilha

Compartilhe Viagens

A cidade esburacada e cheia de lixo, as pessoas nos hospitais esperando 30, 60 dias para fazer uma cirurgia porque a saúde pública está precária, o calçadão de Ponta Negra desmoronando, a iluminação natalina apagada, os turistas indo embora… e o PT de Natal, a única coisa que está fazendo hoje, é discutir se indica ou não alguns jabutis para ocupar espaço na Prefeitura.

Essa discussão não precisa ir ocupar espaço nos jornais ou nas rádios. Basta ser discutida entre eles mesmos. Está ficando uma ladainha tão sem graça que vai acabar minando a imagem do partido na opinião pública.

Fátima Bezerra lembra que vitória se deve também aos partidos que somaram no segundo turno

Revista Deguste

Falando para Virgínia Coeli, da Rádio Globo Natal, a deputada Federal Fátima Bezerra disse que o resultado da eleição já era o esperado e que se deve aos partidos que votaram em Carlos Eduardo no primeiro turno e aos “que se somaram a ele no segundo turno”.

Fátima disse que o PT não ficou em “cima do muro”. Teve mais de 80 mil votos no primeiro turno e se posicionou sem titubear no segundo turno. Com posição firme. “Escolhemos Carlos Eduardo por ver nele o melhor projeto para Natal”, disse a deputada.

“O PT de Natal deu uma importante contribuição para a vitória de Carlos Eduardo”.

Apoio do PT a Carlos Eduardo é meia-boca

Compartilhe Viagens

A decisão do PT, de tão cheia de ressalvas, mais parece uma simples tomada de posição constrangida do que mesmo um apoio político de verdade ao candidato Carlos Eduardo.

A decisão saiu na quinta-feira à noite, após uma reunião dos líderes do partido, em Natal.

O PT (pelo menos suas duas maiores lideranças: Fernando Mineiro e Fátima Bezerra) vai votar em Carlos Eduardo, mas NÃO QUER participar do governo dele na Prefeitura de Natal e não vai cobrar a mesma posição dos vereadores Fernando Lucena e Hugo Manso, que se elegeram para a próxima legislatura e talvez não sejam simpáticos à vitória de Carlos.

Ou seja, foi um anúncio de apoio meia- boca, daqueles que se toma para não dizerem que se está em cima do muro.

Até porque, o PT ainda sonha em disputar o segundo turno em Natal caso a Justiça decida que a candidatura de Carlos Eduardo é irregular, por causa da desaprovação de suas contas pela Câmara de Vereadores.

É sempre importante lembrar que Carlos corre o risco de não disputar o segundo turno ou, disputando e ganhando, venha a não tomar posse por ter tido as contas de seu último ano de mandato em 2008 rejeitadas pelo legislativo. Assim, o segundo turno seria disputado entre Hermano e Fernando Mineiro.

A decisão do PT é conveniente ao PT, mas poderia ter tido um impacto melhor para a candidatura de Carlos Eduardo caso não viesse com ressalvas. Foi uma adesão sem graça.

Construtor Lucildo Hildegardes Câmara discursa em comício a favor do candidato do PT, Luiz Oswaldo, em Pedro Avelino

Revista Deguste
Lucildo Hildegardes Câmara discursa em Pedro Avelino

Lucildo Hildegardes Câmara discursa em Pedro Avelino pedindo votos para Luiz Oswaldo

Em Pedro Avelino, sertão do Pico Cabugi, a eleição está pegando fogo. Historicamente dois grupos dividem o poder no município: os partidários do ex-deputado José Adécio (araras) contra os bacuraus do senador Garibaldi Alves (pai). Nesta eleição, porém, um tempero diferente vem dando um colorido a mais à política do município. O ex-vice presidente nacional do Banco do Brasil, Luiz Oswaldo, decidiu concorrer a prefeito da cidade pelo PT. Um nome de respeito, que merece o crédito de ser um vencedor em sua carreira profissional e ter decidido abandonar o conforto de uma aposentadoria tranquila para influir positivamente pela cidade aonde nasceu.

Os primeiros comícios de Luiz Oswaldo aconteceram ontem, sábado, 18, no centro comercial da cidade, em um trecho conhecido como Quatro Bocas e Cobertura. Um dos principais cabos eleitorais que discursou a favor de Luiz Oswaldo foi o construtor pedroavelinense Lucildo Hildegardes Câmara, como mostram as fotos do site http://www.pedroavelino.com.

Em tese, as chances de Luiz Oswaldo são poucas, o PT não tem histórico de força política municipal, mas, como a campanha está começando, veremos o que pode acontecer. Já tem gente afirmando que a candidatura de Luiz Oswaldo pode prejudicar o grupo bacurau, porque tira votos do candidato da situação, apoiado por Garibaldi Pai, ao mesmo tempo que fortalece o grupo do ex-deputado estadual e atual diretor geral da Ceasa, José Adécio.

Foto: Ricardo Monteiro (publicada no site: pedroavelino.com)

Filho de Mano Targino é candidato a vice prefeito em Macaíba

Compartilhe Viagens

O filho do empresário Mano Targino (@ManoTargino) , dono do empório Pata Negra, no Tirol/Petrópolis, é candidato a vice prefeito em Macaíba. Igor Targino, que é formado em marketing, concorre ao lado do médico Luiz Gonzaga Menguita, que foi professor por 20 anos em Macaíba e é plantonista do Hospital Walfredo Gurgel.

Mano Targino está muito confiante em relação as chances de vitória, principalmente após o indeferimento da candidatura do ex-prefeito Fernando Cunha, que está com problemas junto à Justiça Eleitoral.

Com a impossibilidade de Fernando, a disputa afunila para o médico Menguita e a atual prefeita, Marília Dias, que tenta a reeleição.

Dr. Menguita e Ígor Targino concorrem pelo PSB. A coligação tem outros seis partidos: PT, PP, PSDB, PHS, PRB e PSC.

Ígor Targino e Dr. Menguita concorrem pelo PSB em Macaíba

Depois de carreata no Jiqui, Mineiro vai à feirinha de Ponta Negra

Revista Deguste

Na carroceria de uma Ford Ranger, o candidato do Partido dos Trabalhadores a prefeito de Natal, Fernando Mineiro, promoveu, ontem à tarde, uma carreata pelos bairros Jiqui, Pirangi e Neópolis, na Zona Sul de Natal.

Ao lado do candidato a vice, Carlos Alberto Medeiros, do petista Hugo Manso, e de outros candidatos a vereador, Mineiro cumpriu o ritual do aceno, do sorriso e do tchauzinho. Foi a primeira caravana “Natal 13”, segundo divulgação do site do candidato: http://euvotomineiro.blogspot.com.br/p/agenda-de-caminhadas.html

Na manhã de hoje, domingo 5 de agosto, a agenda do candidato indica

Mineiro, Carlos e Hugo Manos no Jiqui

Bandeiraço/Adesivaço na Feirinha de Ponta Negra.

Os candidatos a prefeito de Natal, capital do Rio Grande do Norte:

Compartilhe Viagens
Carlos Eduardo já foi prefeito de Natal

Carlos Eduardo

 

Carlos Eduardo Nunes Alves, do PDT (Carlos Eduardo) – já foi deputado estadual, prefeito e vice-prefeito de Natal. Tem como vice a ex-governadora, ex-prefeita e ex-deputada federal constituinte, Wilma de Faria.

 

 

 

Fernando Mineiro é do PT

Fernando Mineiro é do PT

 

Fernando Wanderley Vargas da Silva, do PT (Fernando Mineiro) – deputado estadual pelo PT, já foi candidato a governador do Rio Grande do Norte.

 

 

 

 

Hermano Moraes

Hermano Moraes

 

Hermano da Costa Moraes, do PMDB (Hermano Moraes) – Ex-vereador de Natal e exercendo mandato de deputado estadual.

 

 

 

 

Roberto Lopes

Roberto Lopes

 

Roberto José Lopes da Silva, do PCB (Roberto Lopes) – Professor, é candidato a prefeito pela primeira vez.

 

 

 

 

Robério Paulino

Robério Paulino

 

Robério Paulino Rodrigues, do PSOL (Professor Robério) – Professor da UFRN é candidato pela primeira vez a prefeito de Natal.

 

 

 

 

Rogério Marinho

Rogério Marinho

 

Rogério Simonetti Marinho, do PSDB (Rogério Marinho) – Ex-presidente da Câmara de Vereadores de Natal, atualmente exercendo cargo de deputado federal.