Solidariedade começa a treinar mulheres para disputar eleições em 2020

Revista Deguste
Aline, Leilane, Adriana, Ana Paula, Luciana e Débora: no Lidera+, em São Paulo

Aline, Leilane, Adriana, Ana Paula, Luciana e Débora: no Lidera+, em São Paulo

Em Iniciativa inédita no Brasil, o Partido Solidariedade começa, neste fim de semana, um projeto nacional de treinamento para habilitar mulheres a participar de eleições de forma saudável, o mais longe possível da política antiga, e com técnicas que barateiam ao máximo as campanhas eleitorais.

O projeto LIDERA + selecionou 100 mulheres de vários lugares do Brasil para começar o treinamento em São Paulo. Nesta sexta-feira, 02 de agosto, ocorreu o lançamento formal do projeto. Neste sábado, 03 de agosto, começaram as palestras e atividades interativas.

O Rio Grande do Norte tem papel importante no projeto. Três palestrantes do Estado estão na equipe encarregada de colaborar na formação das futuras candidatas (Kelps Lima, Luciana Bezerra e Washington Rodrigues). E seis mulheres do RN foram selecionas a irem para São Paulo como alunas do Lidera+: Débora, Adriana, Magnólia, Leilane, Aline e Ana Paula.

Futuro: Solidariedade quer apresentar nomes jovens, modernos e com alta qualificação em 2020

Compartilhe Viagens
Allyson e Diego Vale, jovens, com experiência política e ambos com Mestrado

Allyson (da RAPS) e Diego Vale (RenovaBR) , jovens, com experiência política e ambos com Mestrado. Os dois são do Solidariedade.

O partido Solidariedade do Rio Grande do Norte quer ser o partido mais moderno em 2020. Por isso, investe ininterruptamente em estímulo à qualificação entre seus quadros.

Dois deles, Allyson Bezerra, em Mossoró, e Diego Vale, em Caicó, são exemplos disso. Membros da nova geração do Solidariedade, moldada a partir da Escola de Jovens Líderes, ambos possuem mestrado em suas áreas de atuação e alta qualificação quando o assunto é expertise política.

E o melhor, não fazem parte da política antiga e tradicional do Estado. Sabem o que é a realidade do Povo.

Allyson Bezerra será empossado na presidência do Solidariedade de Mossoró

Revista Deguste
Allyson é o deputado mais jovem do Rio Grande do Norte

Allyson é o deputado mais jovem do Rio Grande do Norte

O partido Solidariedade fará encontro municipal no próximo dia 4 de abril na cidade de Mossoró.

Será no hotel Vila Oeste, às 19h, com presença também de liderança histórica que colaborou na formação da legenda no município: ex-vereador Soldado Jadson.

Na ocasião, o deputado estadual Allyson Bezerra será empossado como presidente municipal do partido, dando início a um processo contínuo de novas filiações na cidade, que será realizada ao lado do suplente de deputado federal, Lawrence Amorim.

No mesmo encontro, os membros do partido vão iniciar as discussões mirando as eleições de 2020, debatendo a forma que o Solidariedade pode contribuir para livrar a política de Mossoró dos mesmos grupos que historicamente se revezam no poder há décadas.

Novo artigo de Diego Vale. Leia: “Gestor precisa gostar de gente!”

Compartilhe Viagens
Diego Vale é pré-candidato em Caicó

Diego Vale é pré-candidato em Caicó

Gestão pública é relacionamento. Existem diversos interesses em jogo e conciliá-los é um desafio. E eles não são privados, são públicos! Ser transparente possibilita engajar pessoas. Dialogar é fundamental para convencer e conquistar.

Um dos maiores erros nas gestões públicas, principalmente as municipais, é não fazer gestão de pessoas. É, inclusive, uma das causas do descumprimento do limite prudencial. O servidor não é bem aproveitado, os talentos não são identificados, o gestor quer sempre contratar mais.

Sem gestão de pessoas o gestor não identifica os bons líderes entre os servidores, parceiros e terceirizados. Funções de coordenação caem no colo de pessoas que não sabem motivar outras pessoas e assim comprometem o resultado. Além de saber onde quero chegar, é preciso saber com quem consigo ir. Qualificação de pessoal é outro requisito fundamental!

Além de olhar para as pessoas que estão ao seu lado, o gestor deve considerar aqueles que influenciam na tomada de decisões. Em gestão pública, discutimos o papel do Stakeholder – pessoa ou grupo que pode influenciar na organização pública ou privada.

O gestor tem que saber dialogar com o Legislativo, com os formuladores de agenda, como a mídia, os controladores dos conselhos e Tribunais de Contas, os legitimadores como Judiciário e Ministério Público, a sociedade organizada, os parceiros, fornecedores, terceirizados… é muita gente para considerar!

Gestor público tem que gostar de povo, principalmente do cidadão usuário do serviço público, do contrário não haverá transformação social. Gestão pública é relacionamento. Não gosta de gente? Não arrisque ser gestor!

Diego Vale – empreendedor caicoense, mestrando em Gestão Pública

Pré-candidato do Solidariedade, Brenno Queiroga diagnostica confusão retórica no discurso de Fátima

Revista Deguste
Brenno Queiroga é pré-candidato a governador pelo Solidariedade

Brenno Queiroga foi candidato a governador do Solidariedade

“A governadora ataca a reforma de Bolsonaro mas não apresenta nenhuma proposta para a previdência do RN”.

O engenheiro Brenno Queiroga, pré-candidato a governador do RN, ficou chocado ao ler na imprensa que a governadora Fátima fez críticas à proposta de reforma enviada ao Congresso Nacional pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Fátima está sofrendo de uma confusão retórica”, dispara Brenno. “E isso é ruim para o Estado.”.

Segundo Brenno, mesmo sabendo que o problema da previdência é o maior obstáculo para o gerenciamento da máquina do Estado, e não tendo apresentado nenhuma proposta para resolvê-lo aqui no RN, faz críticas a quem está lutando para abrir a discussão de soluções no nível nacional.

“Fátima é contraditória e contradição gera insegurança jurídica”, contextualiza Brenno Queiroga, que foi candidato a governador em 2018 defendendo enxugamento da máquina pública, modernização do Estado e fim da politicagem nas indicações em cargos chaves do Governo.

Diego Vale defende um olhar novo para Caicó preservar suas tradições saudáveis

Compartilhe Viagens

26994363_1594717200622890_3420900805033261246_n

O melhor sabor de Caicó são suas tradições.
A alegria das festas e a boa culinária.
O aprimoramento do bordado, do artesanato e do boné.
Nossos laços de família, amizades e parcerias.
Por muitos fatores já conquistamos o RN e o Brasil!

Contudo, é hora de entender que a dinâmica social, econômica e política exige o equilíbrio entre o tradicional e o novo. Como se pode preservar e inovar? Compreender o que nos dá identidade e projeção. Em que e em quem apostar.

O mundo e a sociedade brasileira estão passando por muitas mudanças. Nem todas elas são saudáveis! Não vale a pena adotá-las. Mas outras inovações são muito bem vindas e por elas nós temos que lutar.

A mudança na qual me vinculei há alguns anos e na qual estou mais dedicado neste momento é a modernização da forma da sociedade se relacionar com a máquina pública. O modelo atual faliu! Sem melhorar a máquina pública, a gente não cuida de gente. Não funciona a saúde; não afasta o desassossego que chegou devido aos altos índices de insegurança; não gera emprego.

Se falta gestão de pessoas, não existe eficiência de gestão. Cenário de recursos sempre escassos e transparência falha. É improrrogável dialogar e articular com a gente que faz a iniciativa privada. Deve-se priorizar a gente que é usuária do serviço público. Políticas públicas nascem de demandas do povo e não de apostas do gestor, senão serão ralos a mais no orçamento.

Também há as más tradições. Não vale a pena continuar insistindo. Só teremos prejuízos. Ciclos de fecham!

Diego Vale. Empreendedor caicoense. Mestrando em Gestão Pública

Inscrições para a Escola de Jovens Líderes do RN vão até 18 deste mês de janeiro

Revista Deguste

IMG_3616

A Escola de Jovens Líderes do Partido Solidariedade do Rio Grande do Norte vai formar novos candidatos para as eleições de 2020. As inscrições para a nova turma já estão disponíveis através do edital publicado no site do projeto – https://www.jovenslideresrn.com.br/

O período de inscrições vai até o próximo dia 18 de janeiro, depois do qual a direção da escola começara a selecionar os candidatos e dará início ao primeiro módulo, com data prevista para o dia 9 de março.

A Escola de Jovens Líderes ensina jovens com vocação política a organizar uma campanha eleitoral de baixo custo e apresenta conteúdo que permite a manutenção de um mandato com qualidade, longe das armadilhas da política antiga que estão minando e afastando vários brasileiros da vida pública tanto na fase eleitoral quanto depois, no exercício dos mandatos.
A primeira turma da Escola de Jovens Líderes do RN foi concluída no dia 1º de dezembro de 2018, após 7 módulos de aulas. De 80 inscritos que começaram a Escola, um deles se elegeu deputado estadual, Allyson Bezerra, de Mossoró, e outro conseguiu a suplência de deputado federal no RN, Lawrence Amorim. Além disso, o idealizador da Escola, Kelps Lima, se reelegeu deputado estadual pelo RN e um dos palestrantes da escola, Célio Studart, foi o deputado federal mais votado do Ceará em 2018.

ALLYSON BEZERRA CONTA NA ESCOLA DE JOVENS LÍDERES COMO SE ELEGEU O DEPUTADO MAIS JOVEM NAS ELEIÇÕES DE 2018

Compartilhe Viagens

O engenheiro mossoroense Allyson Bezerra fez palestra na manhã deste sábado, 1 de dezembro, na Escola de Jovens Líderes, explicando como construiu seu projeto vitorioso

Candidata do Rio Grande do Norte foi a segunda mulher mais votada do Solidariedade no Brasil

Revista Deguste
Magnólia foi a segunda mulher mais votadas entre as candidatas do Solidariedade no Brasil

Magnólia foi a segunda mulher mais votadas entre as candidatas do Solidariedade no Brasil

Candidata ao Senado pelo Rio Grande do Norte, a atleta olímpica Magnólia Figueiredo foi a segunda mulher mais votada nas eleições de 2018 entre todas as candidatas pelo Partido Solidariedade do Brasil .

Magnólia obteve 114.055 votos em todo o Rio Grande do Norte, sendo a terceira mulher mais votada no Estado. Pelo partido Solidariedade brasileiro, somente outra candidata, do Rio Grande do Sul, conseguiu ter mais votos em números absolutos do que a representante potiguar.

Ao invés de comemorar, Kelps pede aos políticos já eleitos uma agenda de trabalho pela recuperação do RN

Compartilhe Viagens
Kelps sugere que políticos eleitos comemorem menos e trabalhem já a partir de agora

Kelps sugere que políticos eleitos comemorem menos e trabalhem já a partir de agora

O deputado estadual reeleito pelo Rio Grande do Norte, Kelps Lima defende que os políticos já eleitos nesta eleição de 2018 comecem a trabalhar agora, antes mesmo de suas posses, nos projetos que pretendem apresentar em seus respectivos mandatos a partir de 2019.

“Eu sei que a euforia da vitória é enorme e muitos deles fizeram esforço pessoal grande para obter suas vitórias eleitorais. Mas, a verdade, é que o RN precisa urgentemente de uma agenda positiva, que foque a melhoria da economia mirando na geração de emprego e renda.”, explica Kelps.

Segundo o deputado, criar um ambiente econômico saudável no Estado requer uma disciplina e rotina que demandam tempo e atenção da classe política.

“Passar 2 e até 3 meses viajando o Estado em festas de comemoração, como Robinson fez quando se elegeu governador, não vai resolver os problemas das pessoas que elegeram os políticos. Se a classe política não trincar os dentes agora e começar a trabalhar, em seis meses após o começo de 2019 muitos eleitos já estarão inviabilizados no futuro de suas carreiras. Inertes e sem referência em seus mandatos. A crise na segurança e na economia vai corroer a confiança que as pessoas estão depositando neles”, teoriza Kelps.