O turismo é tão importante que o próprio governador deveria ser o secretário

Compartilhe Viagens

O turismo é tão importante para o Rio Grande do Norte que o próprio governador deveria ser o secretário de turismo e cuidar, pessoalmente, da divulgação do Estado e da orientação das políticas de atração de visitantes.

O turismo é tão importante que a rotina de qualquer governante do Rio Grande do Norte deveria incluir, como primeira atividade do dia em sua agenda, uma providência efetivamente voltada para destravar obstáculos que atrapalhem o sucesso do RN como destino turístico.

O turismo gera empregos, aumentando a renda das cidades turísticas, criando mais negócios, mais impostos, mais distribuição de renda.

O grande exemplo dessa distribuição de renda proporcionada pelo turismo é Ponta Negra.

Muitas empresas gerando muitos empregos que absorvem mão de obra de vários pontos da cidade.

Gente que trabalha e recebe salários em Ponta Negra, e que espalha essa riqueza pelo comércio do Alecrim e pelos bairros da Zona Norte e Zona Oeste, regiões onde moram grande parte dos trabalhadores que ganham seu sustento em Ponta Negra.

Por que a batata é imprescindível à humanidade

Revista Deguste

Esse é o tema do 25º Congresso Latino Americano de La Papa (Alap) e do 14º Encontro Nacional de Produção e Abastecimento da Batata, que vai reunir cerca de 1,5 mil pessoas, de vários países do mundo, entre 17 e 20 deste mês, em Urberlândia, promovido pela Associação Brasileira da Batata (ABBA) junto com o Instituto de Ciências Agrárias (ICIAG) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), no Center Convention.

Ótimo para Uberlândia, que vai injetar em sua economia o dinheiro desse pessoal que, estando na cidade, gasta com hotéis, restaurantes, táxis e visitas a pontos turísticos, entre uma e outra conferência sobre a importância da batata.

O Governo do RN podia ceder o Centro de Convenções a um preço módico, no próximo ano, para trazer esse povo para fazer o evento em 2013 em Natal.  Mesmo que a gente não queira debater sobre batatas, mas para os visitantes gastarem nos nossos hotéis e no nosso comércio.