KELPS PROMOVE AUDIÊNCIA PÚBLICA CONTRA OS JUROS ALTOS NO BRASIL

Compartilhe Viagens
Kelps fez campanha contra aumento de impostos e agora debate contra altas taxas de juros

Kelps fez campanha contra aumento de impostos e agora debate contra altas taxas de juros

A Assembleia Legislativa está debatendo na manhã desta segunda-feira, 3 de abril, os efeitos das taxas de juros brasileiras sobre a economia e a população do Rio Grande do Norte. O debate acontece a partir das 9h30, com transmissão da TV Assembleia RN, e foi proposto pelo deputado Kelps Lima (Solidariedade).

“É preciso retomar, em bases mais adequadas, a iniciativa dos Constituintes de 1988 de estabelecer um equilíbrio nas relações financeiras, em benefício dos mais pobres, dos mais fracos e dos menos habilitados em manusear as regras de uso do dinheiro”, justificou o deputado.

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peie), divulgada em março deste ano, pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), registrou 59,6% de endividados em relação ao total de famílias com cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguro.

Destes, 17,9% tinham dívidas ou contas em atraso e 6,2% declararam que não terão condições de pagar suas dívidas. Entre as famílias endividadas, a parcela média da renda comprometida com dívidas era de 29,7%.

“Portanto, é de suma importância a discussão sobre a influência na economia e na população do Estado do Rio Grande do Norte”, diz Kelps Lima.

A partir de informações da Assessoria de Imprensa da Assembleia RN

Juros extorsivos vão diminuir. Mas continuarão a ser diabólicos.

Revista Deguste

A grande notícia desta manhã foi a fala do presidente Temer que prometeu diminuir os juros do cartão de crédito.

Será!? Vou aguardar para ver.

A notícia é boa. Mas não é sensacional. Os juros estão em 450% ao ano. Se caíssem para 100%, ainda seriam criminosos.

* Imagem copiada do site Tribuna da Internet.

* Imagem copiada do site Tribuna da Internet.

Corte do juros pelo Banco Central é inócuo.

Compartilhe Viagens

O Banco Central voltou a diminuir a taxa de juros ontem em 0,25%, diz a imprensa especializada.

Os jornais informam que o juro agora é de 13,75% ao ano.

Na vida real, porém, acho que é de 13,75% por dia.

Aqui para nós, corte de juro do Banco Central na vida do brasileiro parece medida inócua. Ao invés de diminuir na Taxa Selic, o que a gente queria mesmo é que os juros diminuíssem na compra da casa própria, no financiamento do carro, no cheque especial, no empréstimo bancário, no cartão de crédito…