Solidariedade começa a treinar mulheres para disputar eleições em 2020

Revista Deguste
Aline, Leilane, Adriana, Ana Paula, Luciana e Débora: no Lidera+, em São Paulo

Aline, Leilane, Adriana, Ana Paula, Luciana e Débora: no Lidera+, em São Paulo

Em Iniciativa inédita no Brasil, o Partido Solidariedade começa, neste fim de semana, um projeto nacional de treinamento para habilitar mulheres a participar de eleições de forma saudável, o mais longe possível da política antiga, e com técnicas que barateiam ao máximo as campanhas eleitorais.

O projeto LIDERA + selecionou 100 mulheres de vários lugares do Brasil para começar o treinamento em São Paulo. Nesta sexta-feira, 02 de agosto, ocorreu o lançamento formal do projeto. Neste sábado, 03 de agosto, começaram as palestras e atividades interativas.

O Rio Grande do Norte tem papel importante no projeto. Três palestrantes do Estado estão na equipe encarregada de colaborar na formação das futuras candidatas (Kelps Lima, Luciana Bezerra e Washington Rodrigues). E seis mulheres do RN foram selecionas a irem para São Paulo como alunas do Lidera+: Débora, Adriana, Magnólia, Leilane, Aline e Ana Paula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *