Apoio do PT a Carlos Eduardo é meia-boca

Compartilhe Viagens

A decisão do PT, de tão cheia de ressalvas, mais parece uma simples tomada de posição constrangida do que mesmo um apoio político de verdade ao candidato Carlos Eduardo.

A decisão saiu na quinta-feira à noite, após uma reunião dos líderes do partido, em Natal.

O PT (pelo menos suas duas maiores lideranças: Fernando Mineiro e Fátima Bezerra) vai votar em Carlos Eduardo, mas NÃO QUER participar do governo dele na Prefeitura de Natal e não vai cobrar a mesma posição dos vereadores Fernando Lucena e Hugo Manso, que se elegeram para a próxima legislatura e talvez não sejam simpáticos à vitória de Carlos.

Ou seja, foi um anúncio de apoio meia- boca, daqueles que se toma para não dizerem que se está em cima do muro.

Até porque, o PT ainda sonha em disputar o segundo turno em Natal caso a Justiça decida que a candidatura de Carlos Eduardo é irregular, por causa da desaprovação de suas contas pela Câmara de Vereadores.

É sempre importante lembrar que Carlos corre o risco de não disputar o segundo turno ou, disputando e ganhando, venha a não tomar posse por ter tido as contas de seu último ano de mandato em 2008 rejeitadas pelo legislativo. Assim, o segundo turno seria disputado entre Hermano e Fernando Mineiro.

A decisão do PT é conveniente ao PT, mas poderia ter tido um impacto melhor para a candidatura de Carlos Eduardo caso não viesse com ressalvas. Foi uma adesão sem graça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *