Eleição de Carlos Eduardo compromete reeleição de Rosalba?

Muitas águas vão rolar nos próximos dois anos. Como a política é uma teia de relacionamentos muito volátil, muitos dos aliados de hoje poderão ser os adversários de amanhã.

Maaaaasssss, confirmada a lógica do quadro de hoje, a eleição de Carlos Eduardo e Wilma de Faria compromete muito os planos da governadora Rosalba Ciarlini de conseguir a reeleição em 2014.

Com o desgaste atual do Governo, que está mal com a população, com o Ministério Público, Judiciário, turismo… e o fato de que Micarla de Souza vai deixar a prefeitura em uma situação tão vexatória que praticamente levantou uma bola de vôlei para seu sucessor vir e cortar para marcar o ponto na quadra, (porque não há como a cidade ficar pior do que está),  as chances de Carlos escrever seu nome na história com o Prefeito que levantou Natal após um período de destruição, se torna inevitável.

Se fizer um bom primeiro ano de mandato, Carlos se torna, inclusive, um bom candidato à sucessão de Rosalba em 2014.

Motores do Desenvolvimento será segunda-feira, no Hotel Serhs

Compartilhe Viagens

O Seminário “Motores do Desenvolvimento” será na próxima segunda-feira, 27, no Hotel Serhs, na Via Costeira. O tema será “Transportes e Mobilidade Urbana”. Quem realiza é a Tribuna do Norte, a Salamanca Capital Investments, Fiern, Fecomercio, Governo do Estado e UFRN.

Capital da AGN passa a ser de R$ 31,3 milhões

Revista Deguste

Por Luciano Kleiber, da Assessoria de Imprensa da AGN

Em Assembleia Geral Extraordinária realizada na manhã desta quinta-feira, 23.08, o Conselho de Administração da Agência de Fomento do RN (AGN),  homologou o aumento do capital da instituição, que passou de R$ 24,5 milhões para R$ 31,3 milhões.

O novo capital (a ser integralizado pelos sócios da AGN, entre eles Governo do Estado, Fecomércio, Faern e Fiern) ainda deverá ser ratificado pelo Banco Central para ter efeito do ponto de vista de capacidade de captação de recursos pela instituição no mercado. “Este registro pelo Banco Central deve acontecer dentro de aproximadamente 60 dias e a partir daí o novo capital passa a valer para efeito de mercado”, explica o diretor-presidente da da AGN, João Augusto Melo.