Kelps convida Senadores e Deputados Federais do RN para audiência pública sobre morte de policiais

Revista Deguste

Ao ser informado do assassinato de mais um policial militar ocorrido na terça-feira, 8 de maio, na Grande Natal, contabilizando 13 mortes de PMs só neste ano de 2018 no Rio Grande do Norte, o deputado Kelps Lima convocou para o próximo dia 22 de maio, às 14h30min, uma terça-feira, uma audiência pública na Assembleia Legislativa para que autoridades e a sociedade civil discutam medidas práticas de proteção às vidas dos policiais.

“Precisamos defender quem nos protege”, disse Kelps, revelando o temor de que a série de assassinatos seja mais do que apenas reflexo do aumento desenfreado da violência que se estabeleceu no Estado com a ascensão do Governo Robinson.

“Neste momento, precisamos tirar a sociedade apenas da fase do protesto para iniciar um momento de providências. E para isso precisamos de orientação de especialistas e da caneta dos ordenadores de despesa de todas as esferas do Estado”.

“A polícia é a última proteção da sociedade contra o mal e, inegavelmente, há segmentos sociais que transformaram a depreciação da imagem da polícia em agenda de luta política. Mesmo que a intenção desses grupos pareça boa, involuntariamente essa agenda contra a polícia prejudica o sossego da população de uma forma em geral. Não podemos apenas observar isso. Neste momento, precisamos criar um cinturão de direitos humanos a favor dos policiais. Eles estão sendo alvos de bandidos agindo deliberadamente para enfraquecer a lei. Na audiência pública, inclusive, vamos enviar convites para deputados federais e senadores de Brasília para que eles venham até a Assembleia e digam como podem ajudar a trazer recursos que melhorem o aparelho policial potiguar”, disse Kelps.

Kelps diz que entrevista de Fátima publicada hoje em Mossoró mostra que ela está desconectada com o RN

Compartilhe Viagens
Kelps observa Fátima mais conectada com os temas nacionais do que com os problemas do Rio Grande do Norte

Kelps observa Fátima mais conectada com os temas nacionais do que com os problemas do Rio Grande do Norte

Entrevista que foi publicada hoje, domingo, 15 de abril, pelo jornalista Bruno Barreto, de Mossoró, reforça observações que o deputado Kelps Lima vem fazendo há dias sobre a senadora Fátima Bezerra.

Na entrevista Fátima não apresenta projetos para o Rio Grande do Norte, o que é de se esperar de qualquer postulante do cargo de governador. Fátima, apesar de coerente com seu histórico político, se detém principalmente em defender Lula, falar sobre o suposto Golpe e repetir o Fora Temer.

“Fátima é uma pessoa séria, não há o que se dizer disso. Está em primeiro nas pesquisas. Então, todos os potiguares estão olhando para ela. Mas, neste momento, o discurso dela é inadequado para o Rio Grande do Norte. Precisamos de pré-candidatos que daqui para o dia 1º de janeiro de 2019 estejam sintonizados com os nossos problemas locais e se comunicando com a sociedade potiguar”, analisa Kelps.
“A leitura que se faz da entrevista a Bruno Barreto é a de que Fátima continua desconectada com o Rio Grande do Norte e dando prioridade à pauta nacional”, observa Kelps.